Power Ranking CFB: semana 11

Power Ranking CFB: semana 11
  • em

E lá se foram os Bulldogs e o Irish! No sábado, nossas equipes #2 e #3 sofreram derrotas para outras equipes ranqueadas. Georgia perdeu para Auburn e Miami derrotou Notre Dame. Ambos os placares foram avassaladores e as duas estão agora fora do nosso Power Ranking. Com a vitória, Miami pulou do 6º para o 2º lugar, entrando pela primeira vez no Top 5.

Confira:

Também receberam votos: Auburn (5), Georgia (5)

Alabama (A-)

Com alguns jogadores da defesa lesionados, Alabama teve uma certa dificuldade para parar os Bulldogs. Mississippi State liderava por 24-17 no início do último quarto depois de um field goal, que Alabama respondeu com um touchdown de Damien Harris. Pegando a bola de volta com 1:09 faltando no jogo, Jalen Hurts lançou uma bola de 26 jardas para DeVonta Smith com 25 segundos faltando no relógio para virar o placar e conquistar a vitória para o Tide. A defesa dos Bulldogs foi agressiva, mas Hurts foi perseverante e completou 10 de 19 passes para 242 jardas e um touchdown, e seu alvo favorito, Calvin Ridley, recebeu 171 jardas em cinco passes. Mesmo com 10 vitórias, Alabama ainda não conquistou o título da SEC oeste, pois somente o Iron Bowl decidirá o título em duas semanas, um jogo que, depois da vitória sólida de Auburn sobre Georgia, deixa o jogo ainda mais interessante.
Placar: Alabama 31-24 Mississippi State
Próximo confronto: vs. Mercer (18/11)

Miami-FL (A+)

Estreando no nosso ranking estão os Hurricanes, que realmente passaram como um furacão sobre Notre Dame. Com uma ótima performance defensiva, Miami limitou o potente ataque de Notre Dame para 261 jardas e interceptando os quarterbacks em três ocasiões, sendo uma retornada para touchdown. Malik Hosier fez um ótimo jogo, com 62% dos passes completos para 137 jardas e um touchdown. Mas foi no chão que o ataque realmente brilhou. Travis Homer e Deejay Dallas, além de Hosier, somaram para 243 jardas com três touchdowns. Para uma equipe que estava sofrendo para vencer times não ranqueados algumas semanas atrás, Miami realmente se colocou no centro da discussão do Playoff com duas vitórias consecutivas sobre times ranqueados. Eles ainda têm mais dois jogos dentro da conferência, contra Virginia e Pittsburgh, que devem servir como treinamento para a primeira final dos Canes na ACC contra Clemson no primeiro sábado de dezembro. Parece que os velhos Hurricanes estão de volta!
Placar: Miami 41-8 Notre Dame
Próximo confronto: vs. Virginia(18/11)

Clemson (B)

Os Tigers dominaram o fraco time de Florida State do começo ao fim do jogo. Liderando por 17-0 no terceiro quarto, os Seminoles conseguiram dois touchdowns seguidos para ficar a apenas 3 pontos de Clemson, mas Travis Etienne teve ótimas corridas e um touchdown para Clemson aumentar a diferença novamente. A ótima defesa dos Tigers novamente fez uma ótima atuação, permitindo míseras 21 jardas terrestres e uma interceptação importante no último quarto. Kelly Bryant foi sólido, com 66% dos passes completos de 151 jardas e Etienne correu 97 jardas em 14 corridas. Com a vitória, Clemson conquistou sua divisão pelo terceiro ano consecutivo e deve melhorar a inconsistência no ataque se quer passar pela agressiva defesa de Miami na final da conferência em algumas semanas.
Placar: Clemson 31-14 Florida State
Próximo confronto: vs. Citadel (18/11)

Oklahoma (A)

Os Sooners conseguiram passar pela forte defesa dos Horned Frogs sem nenhum problema. Baker Mayfield aceitou o desafio e conquistou 333 jardas aéreas e três touchdowns, e o ataque somou 533 jardas totais. A defesa não foi ideal, permitindo 424 jardas, porém limitou Kenny Hill para apenas 13 passes completos e um touchdown. Uma peça importante neste jogo foi o running back Rodney Anderson, que somou 290 jardas totais com quatro touchdowns. Agora Oklahoma está livre na primeira posição da Big 12, e pode enfrentar TCU novamente na final da conferência caso os Frogs vençam o resto de seus jogos.
Placar: Oklahoma 38-20 TCU
Próximo confronto: @ Kansas (18/11)

Wisconsin (A)

Iowa foi a primeira equipe ranqueada que Wisconsin enfrentou na temporada. E o jogo não poderia ter sido melhor. Iowa não havia sido cotada como uma equipe realmente boa até conseguir o upset sobre Ohio State na semana anterior. Isso só aumentou o hype para este jogo. Mas os Badgers passaram pelos Hawkeyes mesmo com os problemas enfrentados pelo seu quarterback. Alex Hornibrook acertou apenas 11 passes para 135 passes e foi interceptado três vezes. Seus corredores, porém compensaram esses turnovers. Jonathan Taylor, mesmo sem pontuar, teve uma boa performance, com 157 jardas. Bradrick Shaw e Kendric Pryor marcaram dois touchdowns e ajudaram os Badgers a somar 247 jardas no chão. A estrela do jogo, entretanto, foi a defesa, que permitiu incríveis 66 jardas totais. As únicas pontuações de Iowa vieram de dois passes interceptados por Josh Jackson, e Nathan Stanley conquistou apenas 41 jardas e uma interceptação. Pela primeira vez no ano, Wisconsin se mostrou forte o suficiente para enfrentar a campeã da divisão leste em dezembro. No próximo sábado, eles terão mais uma oportunidade de mostrar sua força ao enfrentar Michigan.
Placar: Wisconsin 38-14 Iowa
Próximo confronto: vs. Michigan (18/11)

Imagem: Jasen Vinlove

Attachment

thais-chuva

Formada em Odontologia pela UFF, assiste mais a ESPN do que passa horas no consultório. Ela se apaixonou por Ohio State em 2002 quando os assistiu uma vitória ao vivo dos Buckeyes dentro do The Shoe e começou a acompanhar o College mais de perto em 2011. Também acompanha a Bundesliga, NBA e MLB. Outros times que disputam sua atenção são os New York Yankees e Bayern de Munique.