[PREVIEW CFB 2016] Top 5: Offensive Linemen

[PREVIEW CFB 2016] Top 5: Offensive Linemen

Nosso preview de hoje destacará jogadores que atuam em uma das posições de maior imposição física no futebol americano: a linha ofensiva.

Os atletas que ocupam essa posição no campo costumam ser enormes, mas não é só de tamanho que esses jogadores vivem. Eles também devem ser ágeis e muito inteligentes, além de terem alta capacidade de proteção e de bloqueio para jogadas terrestres.

Vamos então a nossa lista dos melhores offensive linemen para 2016!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Menções honrosas: Dan Freeney (Indiana), Conor McDermott (UCLA) e Dan Voltz (Wisconsin).

5- Zach Banner (OT), USC

Abrimos nossa lista com um atleta que causa medo nas defesas adversárias. Zach Banner é um tackle de 163 quilogramas e 2,06 de altura, considerado por muitos analistas como uma possível escolha de primeira rodada no draft de 2017.

O redshirt senior entrará em sua terceira temporada como titular na equipe dos Trojans e deve liderar uma das linhas ofensivas mais experientes do ano de 2016.

4- Ethan Pocic (G/C), LSU

Talvez Ethan Pocic seja o jogador mais versátil dessa lista. Durante suas primeiras duas temporadas em LSU (2013 e 2014), foi utilizado como guard. Já na temporada passada, o atleta atuou como center, posição em que foi destaque, abrindo muitos buracos para o running back Leonard Fournette.

Com a saída dos tackles Vadal Alexander e Jerald Hawkins para a NFL, Pocic será considerado o líder nessa nova linha ofensiva dos Tigers e poderá ter que mudar de posição novamente, dessa vez para tackle. Além disso, durante a offseason, Pocic acabou passando por uma cirurgia no quadril, o que pode causar certo desconforto para sua última temporada por LSU.

3- Roderick Johnson (OT), Florida State

Roderick Johnson acabou conquistando a vaga de titular como left tackle pela equipe dos Seminoles nos últimos 5 jogos da temporada de 2014, como true freshman. A partir de então, se tornou peça chave para as jogadas terrestres de Florida State.

Em 2015, Johnson manteve sua regularidade, começando como titular na posição em todas as 15 partidas. O lineman de 139 quilogramas e 1,91 de altura tem sido muito consistente protegendo o quarterback e criando espaços nas defesas adversárias. O ano de 2016 promete ser o melhor de sua carreira. Ele será fundamental para o sucesso do running back Dalvin Cook.

2- Pat Elflein (G/C), Ohio State

Pat Elflein é um atleta maduro, experiente e confiável. Nas temporadas de 2014 e 2015, foi guard titular na equipe de Ohio State e fez um papel brilhante bloqueando as corridas do running back Ezekiel Elliot.

Com a saída de três jogadores titulares na linha ofensiva de Ohio State, o técnico Urban Meyer tem planos de mover o jogador para a posição de center em 2016. Elflein terá que fazer alguns ajustes em seu jogo, mas não há razões para vermos uma queda na sua produção, afinal, o atleta foi eleito para a seleção da Big Ten como guard em suas duas últimas temporadas como Buckeye.

1- Cam Robinson (OT), Alabama

Dentro de campo um exímio atleta, fora dele nem tanto. Cam Robinson foi destaque nas páginas policiais em maio deste ano, quando foi detido em sua cidade natal West Monroe, Louisiana, por porte de arma e maconha. Um mês após o incidente, a polícia local deu o caso como encerrado por falta de evidências, deixando o atleta livre para jogar a temporada de 2016.

Com a ida do center Ryan Kelly para a NFL, Robinson entrará nessa temporada como o principal atleta na linha ofensiva de Alabama. O left tackle de 1,98 de altura e 148 quilogramas chegou em Tuscaloosa na temporada de 2014 e, desde então, começou todas as 29 partidas pelo Crimson Tide, tendo papel fundamental no título do ano passado. Cam Robinson é um jogador assustadoramente rápido para o seu tamanho, sendo que, grande parte de seu sucesso no College deve-se a sua habilidade como run blocker.

Attachment

gui-dalla

Estudante de engenharia química na UFPR, flamenguista e fanático por esportes. Descobriu o mundo dos esportes universitários em 2013, quando foi estudar na Florida State University. Louco por futebol americano, tanto profissional quanto universitário, também acompanha de perto a NBA e a MLB. Além de ser apaixonado pela FSU, também torce para o Tampa Bay Buccaneers.