Marshall irá utilizar capacete retrô em alusão aos 46 anos da maior tragédia da história da universidade

Marshall irá utilizar capacete retrô em alusão aos 46 anos da maior tragédia da história da universidade

O dia 14 de novembro de 1970 foi o mais triste da história da Marshall University. Após perder fora de casa para East Carolina, o time de futebol americano foi vítima da queda do avião que levava a equipe de volta para casa. Não houve nenhum sobrevivente – 75 pessoas estavam à bordo, dentre elas 46 jogadores e treinadores do programa.

Mesmo contra todas as expectativas, a universidade retornou com seu programa de futebol americano já no ano seguinte, mesmo com poucos jogadores e um provável desempenho desastroso – que se confirmou nos anos seguintes. Porém, Marshall se recuperou e conquistou dois títulos nacionais na FCS antes de retornar para a primeira divisão em 1997. No entanto, os resquícios da tragédia ainda existem em Huntington, sede da universidade.

Na partida deste sábado em casa contra Middle Tennessee, a equipe irá utilizar este capacete retroativo da época, em homenagem aos atletas que morreram no acidente, cujo acontecimento completará 46 anos na próxima segunda (14).

Marshall está com campanha 2-7 (1-4 na C-USA) na temporada e não possui mais chances matemáticas de ir para a Bowl Season. Desde que retornou à FBS, a equipe disputou 12 partidas de pós-temporada, com 10 vitórias.

Foto: Pinterest

Attachment

felipem

Estudante de jornalismo da Universidade Federal de Santa Maria e criador do College Football Brasil. Imparcialidade não existe, College Football é melhor que NFL e apaixonado por esportes. Torcedor da Universidade de Tennessee.