Roosters surpreendem Bulldogs e Skulls vencem Green Reapers

Roosters surpreendem Bulldogs e Skulls vencem Green Reapers

Não foi só nos Estados Unidos que o domingo de futebol americano foi cheio de surpresas. Pelo Paulista de Flag, o Unasp Roosters conseguiu uma grande zebra ao quebrar a invencibilidade do São Carlos Bulldogs e sua cortina de ferro. Em São Paulo, UFABC Green Reapers e Metodista Skulls fizeram um grande jogo, com o alvinegro levando a melhor.

Confira abaixo como foram os jogos dos times universitários:

Unasp Roosters (3-2) 22 x 21 São Carlos Bulldogs (4-1)

A defesa do São Carlos Bulldogs não havia cedido nenhum ponto na competição até o momento. O Unasp Roosters, vindo de de duas vitórias seguidas, queria acabar com a escrita – e conseguiu.

Logo no início da partida, o quarterback Mark, dos Bulldogs, lançou passe para Diagonel abrir o placar. A conversão não foi bem sucedida. Os Roosters atravessaram ainda no primeiro tempo a cortina de ferro por duas vezes, anotando dois touchdowns – em dois passes do quarterback Victor Stencel para Alan Cabral – e levando para o intervalo o placar de 14 a 6.

Mark lançou novo passe para touchdown, agora para Meneghini, mas novamente não houve sucesso na conversão dos Bulldogs. Os Roosters levaram a melhor nesse sentido e, quando entraram na endzone pela terceira vez, dessa vez com corrida de Matheus Xavier – ampliaram para 22 a 12. No terceiro lançamento do quarterback sãocarlense que alcançou o fundo do campo, o chute extra entrou. Em seguida, Alan Ponce conseguiu um safety para encostar no placar – 22 a 21.

No último segundo, os Bulldogs tiveram a chance de manter a invencibilidade com um field goal, mas o chute foi errado. Os Roosters conseguiram, assim, um grande resultado em seu primeiro ano de existência e ficaram muito próximos dos playoffs.

A partida decisiva dos Roosters acontece dia 8 de outubro, em São Carlos, contra o Monte Alto Dinos, pior time da competição. Os Bulldogs tentam se recuperar no mesmo dia e local, enfrentando o Mogi Guaçu Snake’s River.

Veja vídeo de um dos touchdowns dos Roosters:

Metodista Skulls (5-1) 24 x 16 UFABC Green Reapers (2-3)

Em São Paulo, Skulls e Green Reapers fizeram um jogo cheio de emoções. Todas as pontuações aconteceram ainda no primeiro tempo, com cada equipe se saindo melhor em um quarto.

No primeiro snap da partida, um safety deu a liderança aos alviverdes. A vantagem ficou ainda maior na campanha seguinte, com passe de Gian Basso para Allan Bianco. O placar de 9 a 0 logo nos primeiros minutos de jogo deu muita esperança aos Green Reapers.

Só que os Skulls tem um potente ataque aéreo que começou a atravessar a defesa verde. Sem qualquer resposta, foram três touchdowns consecutivos do time da Metodista, todos com conversão de dois pontos. Antes do intervalo, a recuperação veio após uma interceptação do linebacker Daniel Coutinho. Uma corrida curta para touchdown e o extra point de Rodrigo Canteras colocaram o placar em 24 a 16.

Ao contrário do primeiro tempo, o segundo foi dominado pelas defesas. Ninguém conseguiu voltar a pontuar de nenhuma forma.

Os Skulls encerraram a sua participação na temporada regular e aguardam seu adversário nos playoffs. Os Green Reapers, por sua vez, jogam seu tudo ou nada no dia 8 de outubro, em São Paulo, contra o Palmeiras Locomotives.

Mackenzie Mohawks (2-4) 6 x 8 Karakas Strong Bears (1-5)

O Mackenzie Mohawks está eliminado do Paulista de Flag. Precisando vencer para sonhar com playoffs, a equipe não foi capaz de vencer o Karakas Strong Bears, que havia perdido todas as suas partidas na competição até então. Foi um touchdown para cada lado – a dos mackenzistas via pick-six – com a diferença no resultado sendo o sucesso na conversão de dois pontos do time de Carapicuíba.

Além dessas três partidas, o Mogi Guaçu Snake’s River venceu o Monte Alto Dinos por 36 a 6.

Attachment

carlosmassari

Carlos Massari é graduado em Comunicação Social – Midialogia pela Unicamp e atualmente faz pós-graduação em Jornalismo Esportivo. É viciado em todos os tipos de esportes. Cinema, cervejas e viagens também o fazem feliz.