Nomes conhecidos pelas duas universidades marca disputa entre #17 Mississippi State e #11 Georgia

Nomes conhecidos pelas duas universidades marca disputa entre #17 Mississippi State e #11 Georgia

Quando: 23 de setembro (sábado), às 20h de Brasília
Local: Sanford Stadium, em Athens, na Geórgia
Cotação: Georgia é favorita por 5.5 pontos
Transmissão: ESPN+ e Watch ESPN

No começo do ano, poucos esperavam que este seria o principal jogo de algum sábado à noite. Porém, isso se tornou realidade e #17 Mississippi State enfrenta #11 Georgia na principal partida desta rodada no College Football. Ambas as equipes chegam com três vitórias e nenhuma derrota na temporada.

Esta será a primeira partida da equipe comandada por Kirby Smart na Southeastern Conference (SEC). O time dos Bulldogs vem de uma vitória contra Samford, equipe da segunda divisão, pelo placar de 42 a 14. E os torcedores do time de Georgia receberam duas boas notícias nesta semana: o quarterback, que começou a temporada como titular, Jacob Eason voltou a treinar esta semana e há chances do cornerback Malkom Perrish atuar contra Mississippi State University (MSU). De acordo com o treinador Smart, Eason está em processo de recuperação e “não perdeu o foco”. Por outro lado, o seu substituto está dando conta do recado, o calouro Jake Fromm. O quarterback está escalado para começar a partida pela terceira semana consecutiva. Até agora foram 59.6% dos passes completos, 449 jardas, cinco touchdowns (TD) e uma interceptação.

Além do desempenho positivo de Fromm no ataque aéreo, pelo jogo terrestre os Bulldogs da Geórgia não decepcionam. O líder em jardas é Nick Chubb, que possui 44 corridas para 290 jardas na temporada. Para auxiliar no backfield, o head coach conta com o retorno do running back Sony Michel, que ficou de fora da partida contra Samford por causa de um desconforto no tornozelo. Além disso, a partida marca o reencontro do coordenador defensivo de MSU Todd Grantham com sua ex-universidade. Grantham comandou a defesa dos Bulldogs entre 2010 e 2013. Em 2007, Grantham foi substituído na coordenadoria do setor defensivo do Cleveland Browns pelo treinador de secundária Mel Tucker, que hoje comanda a defesa de Georgia.

No lado de Mississippi State…

A vitória na última semana sobre LSU pelo placar de 37 a 7 trouxe otimismo para o campus. Com um desempenho positivo do ataque e destaque para a defesa, os Bulldogs de MSU não permitiram que os Tigers chegassem a 300 jardas totais na última partida. A equipe do head coach Dan Mullen é a primeira da SEC em pontos por partida com 47.7 e a melhor em pontos marcados por defesa (9.3 pontos por jogo). E o quarterback Nick Fitzgerald é o grande destaque de Mississippi State em 2017. Com um bom desempenho tanto no jogo terrestre como no aéreo, o líder do ataque está entre os principais atletas do país. Até agora são 61.4% dos passes certos, 543 jardas e sete touchdowns e 240 jardas terrestres e cinco TDs. Fitzgerald nasceu na Geórgia e esta será a primeira vez que o atleta atua no estado. O running back Aeris Williams contribui bastante para o jogo de MSU pelo chão, pois em 2017 já são 336 jardas em 48 tentativas e um touchdown.

Enquanto Mississippi State tem um desempenho positivo pelo jogo terrestre, a defesa de Georgia não permite que seu adversário goste do jogo corrido durante a partida. O time de Kirby Smart permitiu apenas 14.3 pontos por jogo e a média de jardas terrestres por seus adversários é apenas 71. Nenhuma equipe conseguiu mais de 100 jardas pelo chão contra Georgia.

Aliás, as familiaridades entre as duas equipes não param. O ex-letterman¹ de Georgia Christian Robinson é um graduate assistant em MSU, enquanto o treinador de linha ofensiva dos Bulldogs D.J. Looney trabalhou como grad. student em Georgia no ano passado. Para continuar os reencontros, o safety Jonathan Abram atuou pelos Bulldogs da Geórgia em 2015 antes de se transferir para MSU.

Na história, são 17 vitórias de Georgia contra seis de Mississippi State. O último confronto entre as equipes ocorreu em 2011, e a vitória foi da equipe georgiana, por 24 a 10.

Palpite: É um jogo bem difícil de fazer uma aposta, acredito que o mais complicado até aqui. Ambas as equipes possuem características positivas diferentes, porém são equivalentes. Mas desta vez irei contra a maré de apostas. A vitória de MSU contra LSU disse muita coisa sobre a equipe de Dan Mullen, principalmente a defesa que foi sólida e permitiu apenas 7 pontos de um ataque explosivo como o dos Tigers. Vai ser apertado, mas acho que a vitória fica com Mississippi State.

¹estudante que recebeu a oportunidade de participar de uma equipe esportiva durante seu período na universidade e atingiu um nível mínimo de interação com as atividades de esportes.

Foto: Reprodução – Matt Bush/USA TODAY Sports

Attachment

marcio-nunes

Estudante de jornalismo e fã de futebol americano. Acompanha NFL, o futebol americano universitário, o processo de recrutamento universitário e o crescimento do esporte no Brasil. Além disso, gosta muito de história, onde o esporte também está incluído. Torcedor da universidade de Nebraska.