Preview 2017: Top 5 – Kickers

Preview 2017: Top 5 – Kickers

Diversos jogos são decididos por aquele Field Goal com o cronômetro zerado, tanto para o bem quanto para o mal. Quantos torcedores ficam com o coração na mão ao verem o seu kicker se posicionando para vencer – ou perder – a partida com o chute final? Até porque muitos dos kickers do College não são exatamente confiáveis.

Por isso, se o do seu time está citado nessa lista, você pode respirar mais tranquilo. Já é, sem dúvida, uma grande vantagem. Provavelmente ele não vai errar extra points e boa parte dos Field Goals deve entrar corretamente no local apropriado. Não desprezemos essa posição – ela pode ser responsável por menos cabelos brancos ao gerar menos nervosismo na hora crucial.

Vamos, então, aos cinco melhores kickers do futebol americano universitário para a temporada de 2016.

Menções honrosas: Michael Badgley (Miami), Louie Zervos (Ohio), Luke Strebel (Air Force).

Este slideshow necessita de JavaScript.

5. Emmit Carpenter (Junior), Minnesota

Carpenter começou muito bem desde que virou titular nos Golden Gophers. Ele será um junior e deve ser um jogador de extrema confiança do novo treinador PJ Fleck.

Em 2016, ele acertou 22/24 Field Goals, um deles de 53 jardas, mas errou um dos 44 extra points que tentou. Ainda assim, foi eleito o kicker do ano pela Big Ten.

4. Tyler Davis (Senior), Penn State

Davis iniciou a sua carreira universitária como jogador de futebol na Bradley University (universidade da Division I que não conta com programa de futebol americano), mas mudou-se para o futebol americano em para ser um dos melhores kickers da temporada. Por mais que ele não tenha uma das pernas mais fortes, a precisão de seus chutes é algo que impressiona. Nas duas últimas temporadas, Davis acertou 30 dos 32 Field Goals que chutou e todos os 73 extra points que tentou.

3. Gary Wunderlich (Senior), Ole Miss

Quando se fala em consistência de chutes, se fala em Gary Wunderlich. Ele acertou 22 dos 23 chutes que tentou em 2016, só errando um chute de 55 jardas contra Georgia. Um erro justificável. A média de jardas dos seus chutes, de 43,7 jardas, é uma das melhores do College Football para o jogador que foi eleito para o segundo time All-SEC no ano passado.

2. Eddy Piñeiro (Junior), Florida

Piñeiro é outro ex-jogador de futebol que está se aventurando e indo muito bem no futebol da bola oval. Os Gators estão bastante entusiasmados com tudo que ele vem mostrando até aqui. Em 2016, ele foi 21/25 em Field Goals tentados. Não é uma das melhores médias, mas 13 dos chutes anotados foram acima de 40 jardas. Além disso, ele teve a melhor média de jardas viajadas em kickoffs, com 64.8 jardas. Somente 15 kickoffs chutados por ele foram retornados pelos adversários.

1. Daniel Carlson (Senior), Auburn

Na temporada passada, Carlson foi finalista do Lou Groza Award, prêmio dado ao melhor kicker do ano. Em 2016, o vencedor foi Zane Gonzalez, ex-Arizona State e que hoje é profissional. Para o de 2017, ele é o principal favorito.

Daniel tem o apelido de “Legatron” e não é por acaso. Ele anotou 28 de 32 chutes tentados em 2016, incluindo 11 de 14 para mais de 40 jardas. É o kicker que passa mais confiança para a sua equipe na atualidade, tanto é que Auburn o deixa chutar de qualquer distância que ele pedir, mesmo acima de 55 jardas.

Foto de capa: Chuck Cook/USA Today Sports

Attachment

pedro-ivo

Pedro Ivo tem 25 anos e se formou em Jornalismo em 2016. Começou a acompanhar a NCAA em 2010, quando foi morar em Vancouver. Em visita à cidade, estava sem dinheiro para ir a um jogo do Seattle Seahawks e aceitou ir ver um jogo de Washington, já que o ingresso era bem mais barato. Os Huskies venceram UCLA por 24-7 de virada e ali começou uma paixão pelo time roxo da Pac-12.