Palpites dos especialistas para a final entre Alabama e Georgia

Palpites dos especialistas para a final entre Alabama e Georgia

Nesta segunda-feira (8), Alabama Crimson Tide e Georgia Bulldogs, duas equipes da Southeastern Conference (SEC) irão disputar o título nacional da primeira divisão do futebol americano universitário.

O College Football Playoff National Championship desta temporada coloca a frente duas equipes que se conhecem bem, pois estão na mesma conferência. Os dois times vêm de vitórias convincentes sobre seus adversários, principalmente Alabama que parou o ataque de Clemson. Por outro lado, Georgia conseguiu segurar o vencedor do Troféu Heisman e garantir a sua vaga na final. Quem leva? Pergunta difícil, mas alguns especialistas na área deixaram seus palpites.

Renan do Couto – narrador, ESPN

“Depois do que Alabama fez com Clemson, impossível apontar outro favorito. O jogo corrido de Georgia é bom, e o corpo de linebackers de Bama está com várias lesões, mas ainda assim esse time do Saban é capaz de enfrentar qualquer adversário, em qualquer lugar. Era a final que se imaginava que decidiria a SEC, só que ela vai servir para decidir o título nacional. Mais um do Saban e de Alabama.”

Fabio Garcia – redator, The Playoffs

“Alabama apresenta uma forte defesa, que derrubou a #1 Clemson, forçando turnovers e limitando 9 dos 13 adversários a menos de 2 TDs. Georgia desbancou Baker Mayfield e os Sooners. A força dos Bulldogs é o jogo terrestre, dividido entre Chubb e Michel. Aposto no ataque de Georgia vencendo o jogo e o título.”

Eduardo Zolin – comentarista, ESPN

“Palpite: Alabama: A equipe de Nick Saban, o “patinho feio” destes playoffs por ter se classificado em último lugar e de um modo um tanto quanto questionado, mostrou durante o Sugar Bowl a força e os méritos da manutenção do trabalho que fez o Crimson Tide chegar a sua terceira final de campeonato. Se Jalen Hurts se mostra inconstante com diversos momentos da partida, o jogo terrestre e a defesa jogando o fino da bola encontram maneiras de vencer jogos. Esperem por uma partida dura, mas com Bama abrindo pelo menos duas posses de bola de vantagem.”

Felipe Laurence – administrador do @oQuarterback

“Acredito que Alabama sairá vitoriosa da final do College Football Playoff, com Nick Saban ganhando seu 6º título como técnico e igualando o recorde do lendário Bear Bryant. Ao contrário do que aconteceu no Rose Bowl, o time de Georgia terá muito mais dificuldade de correr com a bola contra Alabama. O Crimson Tide conta com uma defesa muito experiente e que cedeu uma média apenas de 91,8 jardas corridas por jogo. Sem a chance de usar a dupla Nick Chubb/Sony Michel efetivamente, a pressão da final será muito para o calouro Jake Fromm superar. Por Alabama, o ataque mais experiente encabeçado por Jalen Hurts e Calvin Ridley pode se aproveitar do inevitável nervosismo de Georgia por jogar quase em casa.”

Paulo Mancha – comentarista, ESPN

“Será um jogo equilibrado. A experiência de Nick Saban pode até superar a vitalidade do ex-pupilo Kirby Smart. Mas, numa final com jogadores tão jovens, o emocional conta muito. Se Georgia souber transformar o fato de jogar (praticamente) em casa em vantagem, vai sufocar Alabama, forçar algumas faltas e turnovers por nervosismo. Mas precisa exibir uma defesa como a do campeonato – e não como a da partida contra Oklahoma. Dá Georgia – 27 a 24.”

Wendell Ferreira – repórter do Prime Time GaúchaZH

“Apesar de Georgia ter o melhor ranking e ter tido uma ótima temporada, algumas fragilidades defensivas ficaram claras na semifinal. Alabama é um time correto e muito bem treinado por Nick Saban. Por isso, aposto em mais um título para Alabama, com um jogo de pontuação relativamente baixa.”

Caio Miari – editor-chefe do Shotgun

“O momento que os fãs de college football tanto esperavam durante toda a temporada chegou. A grande final está aqui! Enquanto de um lado temos o poderio defensivo de Alabama, do outro, vemos o equilíbrio dos dois setores da Georgia. De imediato, a batalha nas trincheiras, principalmente quando os Bulldogs tiverem a bola, será o fator determinante do jogo. A defesa dos Crimson Tide talvez seja a melhor do país de modo geral, e o jogo terrestre dos Bulldogs com Sony Michel e Nick Chubb é sempre uma ameaça – Okalhoma sentiu isso na pele no Rose Bowl.

Não espero ver Georgia vencendo se o ataque corrido não funcionar, assim como vejo um bom dia de Michel e Chubb como vejo Alabama muito favorecida se o jogo tiver que passar diretamente pelas mãos de Jake Fromm. Ao contrário de Jalen Hurts, ele ainda não tem experiência em grandes jogos. E falando em Hurts, ele precisa jogar bem. Se Georgia conseguir deixá-lo em situações desconfortáveis, pode ser um caminho também. Os Crimson Tide forçaram pelo menos um turnover em 41 dos últimos 43 jogos que fizeram. Além disso, Nick Saban teve muito tempo para se preparar para os playoffs do college football – e sabemos a qualidade deste treinador. Pra mim, a defesa de Alabama conseguirá conter o jogo corrido de Georgia, Jalen Hurts terá uma performance sólida e Saban levará mais um título. Palpite: 31-27.”

Attachment

marcio-nunes

Estudante de jornalismo e fã de futebol americano. Acompanha NFL, o futebol americano universitário, o processo de recrutamento universitário e o crescimento do esporte no Brasil. Além disso, gosta muito de história, onde o esporte também está incluído. Torcedor da universidade de Nebraska.