[PREVIEW CFB 2016] Mountain West Conference

[PREVIEW CFB 2016] Mountain West Conference

A Mountain West Conference (MWC) não está nem próxima de ser uma das conferências mais fortes da FBS. Mesmo tendo alguns bons times, geralmente no âmbito geral elas não chegam a incomodar. Porém, alguns times da MWC prometem fazer algum barulho e tentar melhorar a marca de 13-18 em Bowls disputados por seus times. Observando as equipes, vemos que a possibilidade de umas dessas equipes fazer uma temporada acima da média tradicional é grande, e é nisso que apostam os torcedores de Air Force, Boise State, Colorado State, Fresno State, Hawaii, Nevada, New Mexico, San Diego State, San Jose State, UNLV, Utah State e Wyoming.

Como a conferência foi em 2015

Dois times sobressaíram entre todos dessa conferência: Air Force e San Diego State. Com um jogo de triple option muito difícil de ser marcado, a equipe dos Falcons fez um sólido 6-2 dentro da MWC,. Porém, ao enfrentar oponentes de fora dos seus domínios, teve muitas dificuldades e fez campanha de 2-4, o que inclui a derrota para California na Bowl Season. Já pelo lado de San Diego State, a equipe fez uma temporada pautada em duas vertentes: o jogo terrestre no ataque com o running back Donnel Pumphrey, que foi simplesmente espetacular na temporada e a defesa, a qual venceu jogos para a equipe que terminou invicta dentro da Mountain West e venceu com autoridade o Hawaii Bowl contra Cincinnati.

A decepção ficou por conta de Boise State, sobre a qual se esperava muito e no fim decepcionou com derrotas frustrantes para Utah State e, principalmente, New Mexico quando a equipe esteve muito aquém do que se esperava. Porém, dentre todas as universidades presentes, os Broncos são os únicos que já se provaram em níveis maiores do que a conferência que joga, então eles precisam sempre ser respeitados.

Oito equipes se qualificaram para os Bowls, porém somente quatro se saíram vitoriosas, incluindo a vitória de Nevada sobre Colorado State no Arizona Bowl.

Bowls garantidos para a conferência em 2016

A Mountain West tem 6 Bowls garantidos para 2016. São eles: Las Vegas Bowl, Poinsettia Bowl, New Mexico Bowl, Hawaii Bowl, Famous Idaho Potato Bowl e o Arizona Bowl. De todos esses, apenas o Poinsettia Bowl já tem adversário definido: BYU. Todos os outros já sabem de onde essas equipes virão, porém somente a classificação final definirá os jogos.

O que esperar da conferência

Espera-se novamente uma boa temporada de San Diego State. A equipe se mantém coesa e a volta do running back Donnel Pumphrey fará uma diferença enorme na dinâmica da equipe. Contudo, eles ainda precisam melhorar o jogo de passe, já que Maxwell Smith esteve longe de ser um quaterback à altura da equipe.

Uma surpresa da temporada pode ser UNLV. O time tem um bom treinador com uma mentalidade jovem e fresca, com isso eles podem chegar no nível que o programa espera ter já em 2016 e jogar Bowls. A equipe claramente precisa de ajuda na defesa, mas o ataque pode carregar o programa para a glória neste ano, aliando boas jogadas com boa proteção a Johnny Stanton.

Outro time que pode surpreender se conseguir emplacar bons jogos é San Jose State. Eles terão um ataque voltado ao jogo de passe e isso pode ser bom para Kenny Porter, que pode levar o time a voos maiores. A equipe tem muita experiència, o que pode ajudar em jogos mais apertados. Porém, a temporada reservou jogos muito difíceis para os Spartans, mas se a engrenagem funcionar, pode ser que eles consigam se qualificar para um Bowl.

A decepção deve cair novamente sobre Hawaii, que tem novo treinador mas velhos problemas. O melhor jogador da defesa da equipe, Kennedy Tulimasealii, foi preso duas vezes em duas semanas e agora responde por seis crimes. Além disso, o calendário da equipe reserva jogos duros nas quatro primeiras semanas. Enfrentam California, Michigan e Arizona nas quatro primeiras semanas. Será um bom teste para a linha ofensiva tentar proteger Ikaika Woosley.

Ron Chenoy, USA TODAY Sport

Foto: Ron Chenoy/USA TODAY Sports

O que esperar de cada equipe:

Air Force: Com 18 vitórias nas últimas duas temporadas e um título de divisão, a equipe dos Falcons vem tendo uma sequência sensacional. Com a volta do quaterback Nate Romine, que se machucou no segundo jogo da temporada passada, o time deve ir ainda melhor esse ano. Além disso, a defesa retorna com oito titulares da boa e agressiva defesa da temporada passada. O que podemos esperar são bons jogos de triple option, um Bowl interessante para a equipe e talvez brigar para jogar o título da conferência.

Principais jogadores: DB Roland Ladipo, DB Weston Steelhammer, RB Jacobi Owens.

Boise State: Eles têm o melhor time da conferência? Não. Porém, há sempre de se respeitar a camisa mais pesada. A boa notícia é que o quaterback Brett Rypien, eleito calouro do ano na Mountain West, retorna com cinco de seus sete melhores recebedores da temporada passada. As expectativas são boas desde que a defesa melhore. A briga é por título da MWC.

Principais jogadores: QB Brett Rypien, RB Jeremy McNicholls, WR Thomas Sperback.

Colorado State: Com um novo treinador, a missão na temporada passada foi levar os Rams ao terceiro Bowl seguido. Conquistado isso, a equipe foca agora para voos mais altos dentro da divisão. O ataque deve manter a atenção no jogo terrestre, porém a mescla com o jogo aéreo deve ser maior pela confiança depositada em Nick Stevens. Essa será a última temporada que o time jogará no Hughes Stadium, então eles devem ter uma motivação a mais para atuar bem durante todo o ano, principalmente em casa.

Principais jogadores: OG Fred Zerblis, QB Nick Stevens, WR Dayln Dawkins.

Fresno State: A temporada passada foi muito frustrante para Fresno State. Porém, a troca de coordenadores ofensivo e defensivo deve chacoalhar a equipe, que deve apresentar melhora. O time colocou quatro quarterbacks em campo no ano passado – o que indica problemas na posição – além de ter tido problemas de lesões de jogadores importantes na defesa. Brigará para atuar na Bowl Season, tendo boas chances de não conseguir pelo segundo ano seguido.

Principais jogadores: DT Malik Forrester, DE Nathan Madsen, WR Jamire Jordan.

Hawaii: Os Rainbow Warriors tem boas chances de novamente serem a pior equipe da conferência. Além de não terem um time tão qualificado apesar de ter bons jogadores, a equipe tem um calendário muito complicado, o que deve atrapalhar bastante o rendimento final. Não deve conseguir mais que três vitórias.

Principais jogadores: RB Paul Harris, LB Jarrol Garcia-Williams, OT Dejon Allen.

Nevada: Eles são claramente a maior incógnita da conferência. O time possui um novo coordenador ofensivo, que é cria de Chip Kelly. Então das duas, uma: ou ele consegue implementar sua nova filosofia e o time vai bem, ou ele tem dificuldades e o time vai mal.

Principais jogadores: OT Austin Corbett, DT Salesa Faraimo, DB Dameon Barber

New Mexico: Os Lobos serão sempre aquilo: jogo corrido até a morte. A defesa teve bons flashes na temporada passada e ajudou a equipe a ir para a pós-temporada. A boa notícia é que 10 dos 11 titulares da defesa retornam para esta temporada, além dos retornos dos dois quarterbacks titulares e do Running Back Teriyon Gipson. A equipe vai para os Bowls, mas não briga pelo título da divisão.

Principais jogadores: DE Nik D’Avanzo, RB Teriyon Gipson, LB Dakota Cox.

Utah State: O time não tem pretensões tão grandes, mas é para ser observado. Desde 2011, a equipe tem um recorde de 43-24 e apenas 9 derrotas por mais de 7 pontos. A defesa vem sempre muito forte, porém as trocas de constantes de treinadores atrapalham. Esse é o segundo ano seguido que os Aggies trocam o coordenador ofensivo e defensivo no mesmo ano. Brigará para ir a um Bowl, mas sem assustar os melhores times da conferência.

Principais jogadores: C Austin Stephens, DT Travis Seefeldt, QB Kent Myers.

Wyoming: O time que sempre foi muito jovem hoje amadureceu e retorna com 20 jogadores de quarto ano que foram titulares regularmente durante suas carreiras. Mesmo assim, o time não deve ter uma melhora tão significativa e novamente deve ficar de fora da Bowl Season.

Principais jogadores: RB Brian Hill, DB Andrew Wingard, LB DJ May.

Palpites para o título da MWC

Aposta segura: San Diego State

Aposta arriscada: UNLV

Aposta improvável: San Jose State

Attachment

college-football-brasil

Perfil institucional do College Football Brasil. Fundado em 13 de outubro de 2014. Toda e qualquer declaração escrita por este perfil reflete o posicionamento oficial do veículo.