Jogos desta semana 11 de College Football para não perder

Jogos desta semana 11 de College Football para não perder

#21 Iowa State Cyclones (6-3) vs. #15 Oklahoma State Cowboys (7-2)

Horário: 15h de Brasília
Local: Jack Trice Stadium, Ames, Iowa
Cotação: Oklahoma State é favorita por 6,5 pontos
Histórico: Oklahoma State lidera a série por 30-18-3

O segundo jogo mais importante do sábado na Big 12 é outro confronto entre um grande ataque e uma grande defesa. As duas equipes tem duas derrotas dentro da conferência e, portanto, sofrer mais uma pode significar a eliminação definitiva tanto de alcançar a final dela, como de ir aos playoffs (o que já está muito complicado no momento atual).

Iowa State tem um grande conto de fadas encabeçado pelo quarterback Kyle Kempt, que só foi ser titular de uma partida como senior, e pelo linebacker Joel Lanning, que era o signal caller da equipe em 2016. Enquanto a unidade ofensiva até consegue fazer algumas boas jogadas e tem jogadores de alto nível como o running back David Montgmoery e o wide receiver Allen Lazard, é a stop unit que realmente se destaca e é responsável por todo esse sucesso inesperado do programa em 2017.

Do lado dos Cowboys, o trio formado por Mason Rudolph, Justice Hill e James Washington, visto por muitos como imparável no começo do ano, consegue postar muitos pontos quando enfrenta defesas fracas (como os 52 na derrota para Oklahoma no último sábado), mas surpreendentemente sofreu muito para encontrar espaços em unidades mais potentes, sendo limitado a 10 pontos diante de Texas recentemente. Assim, pode ser que os Cyclones também consigam impedir muitos touchdowns de Oklahoma State.

Deve ser um jogo muito disputado e com pontuação intermediária. Certamente, vale a pena assistir.

#4 Clemson Tigers (8-1) vs. Florida State Seminoles (3-5)

Horário: 18:30h (Horário de Brasília)
Local: Clemson Memorial Stadium, Clemson, South Carolina
Linha: Clemson é favorita por 16 pontos
Histórico: Florida State lidera a série por 20-10

Apesar da temporada completamente discrepante entre as duas equipes, Clemson não terá garantia de vida fácil nesse jogo. Florida State vive uma de suas piores temporadas dos últimos anos – até a ida a Bowl Season está ameaçada – enquanto Clemson já tem sua vaga na final da ACC praticamente garantida. Os Tigers são amplamente favoritos, mas eles também eram quando enfrentaram Syracuse e perderam.

O grande diferencial de Clemson na partida será sua forte defesa pressionando a fraca linha ofensiva dos Seminoles. Vai ser difícil proteger o quarterback James Blackman e abrir caminho para o running back calouro Cam Akers correr contra um dos melhores front sevens do país – a equipe ainda lidera a FBS em número de sacks, com 33. Já do outro lado, o QB de Clemson Kelly Bryant enfrentará uma defesa com potencial, mas que tem falhado bastante durante a temporada. Os Seminoles tem sofrido principalmente com big plays, que terão que ser evitadas contra os Tigers devido ao seu alto poderio ofensivo.

FSU pode até tentar, mas vai ser bem difícil sair vitoriosa de dentro do Death Valley. Clemson deve conseguir forçar erros do ataque adversário e controlar o placar, fazendo com que os Seminoles fiquem de fora da Bowl Season pela primeira vez desde 1981.

#2 Alabama Crimson Tide (9-0) vs. #16 Mississippi State Bulldogs (7-2)

Horário: 22 horas
Local: Davis Wade Stadium, Starkville, Mississippi
Linha: Alabama é favorita por 14 pontos.
Histórico: Alabama lidera a rivalidade por 79-18-3.                                                                                                        Transmissão: ESPN.

Em um dos raros jogos da SEC a serem televisionados no Brasil, os Bulldogs terão a missão de parar Alabama. Mais uma vez, o Crimson Tide vem para o jogo tentando retomar o #1 enfrentando seu segundo time ranqueado seguido após derrotar #23 LSU na semana passada. O confronto foi mais equilibrado do que se esperava: Bama sofreu até o último quarto e teve muitas dificuldades ofensivas. Se levarmos em consideração que Mississippi State amassou os Tigers da Louisiana no início da temporada, temos tudo para ter o confronto mais difícil de Alabama no ano.

O histórico do confronto é extremamente desfavorável para Mississippi State. Além disso, a equipe vem de nove derrotas seguidas para Alabama, sendo a última vitória ainda em 2007. Nick Fitzgerald é a esperança de uma mudança nesse cenário. Um quarterback híbrido, inclusive liderando o time em jardas terrestres, o que é ótimo para tentar confundir a forte defesa de Alabama.

Esse é outro jogo que, caso os visitantes vençam com propriedade, pode fazê-los assumir o topo do ranking, já que não existem mais motivos para Alabama não estar como #1. O calendário que começou fraco já se complicou, e tudo indica que a final de conferência será entre Georgia e Alabama.

Foto: Joshua S. Kelly/USA Today Sports

Attachment

sergio-magalhaes

Estudante de Engenharia, apaixonado por esportes universitários, suas histórias e bastidores. Tentando relacionar geopolítica e aspectos econômicos com o esporte, ou apenas me emocionando com ele. Clubista quando se trata da LSU. Geaux Tigers!