Com dois Field Goals de Rafael Gaglianone, Wisconsin conquista Orange Bowl

Com dois Field Goals de Rafael Gaglianone, Wisconsin conquista Orange Bowl

A temporada de 2017 foi mágica para Wisconsin. Se por um lado o time não conseguiu vaga para o College Football Playoff, por outro fecha a sua temporada com mais vitórias na história: os Badgers venceram Miami (FL) no Orange Bowl por 34-24 e fecharam o ano com campanha 13-1.

O kicker brasileiro Rafael Gaglianone fez parte deste momento único da universidade. Na partida, ele anotou os dois Field Goals que tentou (35 e 47 jardas) e converteu os quatro ponto extras que teve, totalizando 10 pontos na partida. Os números são ainda mais significativos se levarmos em conta o desempenho do kicker rival, que errou dois Field Goals – um deles de 23 jardas.

Vindo da classe de 2014, Gaglianone faz parte da classe mais vitoriosa da história do programa, com 45 vitórias nos últimos 4 anos – incluindo quatro títulos de Bowls: Outback (2014), Holiday (2015), Cotton (2016) e Orange (2017). Ele, porém, ainda possui mais um ano de elegibilidade pelo fato de ter perdido a temporada de 2016 por lesão.

A tendência é de que permaneça em 2017 em Madison para aprimorar seus chutes visando o nível profissional. Seus números neste ano foram bons: Gaglianone foi 16/18 em Field Goals (88,9% de aproveitamento), com chute mais longo sendo para 52 jardas, e converteu todos os 59 pontos extras tentados, totalizando 107 pontos no ano.

O recorde anterior de vitórias em uma única temporada de Wisconsin era de 12, conquistado no primeiro ano de Bret Bielema como técnico da universidade (2006). A vitória também incrementa o bom desempenho da Big Ten na Bowl Season de 2017, que até agora está 7-0, restando apenas Michigan para jogar.

Confira os melhores momentos do Orange Bowl:

Foto: Jeff Hanisch/USA Today Sports

Attachment

felipem

Estudante de jornalismo da Universidade Federal de Santa Maria e criador do College Football Brasil. Imparcialidade não existe, College Football é melhor que NFL e apaixonado por esportes. Torcedor da Universidade de Tennessee.