O melhor e o pior da Semana 9: Big Ten

O melhor e o pior da Semana 9: Big Ten

Só podemos classificar os jogos deste fim de semana como espetaculares. Tivemos duas equipes conseguindo viradas enormes, as mesmas vencendo por apenas um ponto nos minutos finais dos jogos e ainda um jogo com três tempos adicionais.

Minnesota e Indiana continuam indo de mal à pior, perdendo para Iowa e Maryland respectivamente. Os Hoosiers ainda não tem nenhuma vitória dentro da conferência e estão brigando com Illiniois pela honra de ser o pior time da Big Ten. Wisconsin perdeu seu principal corredor durante o jogo mas ainda conquistou a vitória sobre Illinois, e Michigan se recuperou depois da derrota para Penn State ao colocar um novo quarterback para liderar seu ataque contra Rutgers.

Depois desta semana, parece que a corrida para a final realmente ficará com Wisconsin na divisão oeste pelo segundo ano seguido, e com Ohio State na divisão leste caso consiga passar por Michigan State em duas semanas.

Penn State perde sua invencibilidade

Os Buckeyes e os Nittany Lions prometeram um ótimo jogo. E realmente foi um jogo espetacular, principalmente para os fãs da equipe escarlate.

Tudo começou mal para Ohio State, que viu Saquon Barkley marcar um touchdown de 97 jardas logo no retorno do kickoff inicial. Na primeira posse de bola, Parris Campbell sofre um fumble e perde a bola, deixando DaeSean Hamilton marcar o segundo touchdown no drive seguinte dos Lions em menos de três minutos. Ohio State só foi marcar sua primeira pontuação, um field goal, na metade do primeiro quarto.

O segundo quarto foi ainda mais agitado, com um total de quatro touchdowns marcados, dois para cada equipe. Barkley marcou seu segundo com uma corrida de 36 jardas e assim os Buckeyes ficaram 18 pontos atrás no placar, 21 a 3. Mas logo Barrett respondeu com um ótimo passe para Terry McLaurin na endzone e no intervalo Penn State liderava por 28 a 17.

Com certeza Urban Meyer e sua equipe acendeu algum fogo em seus jogadores, que responderam marcando 24 pontos e permitiram apenas 10 na segunda metade do jogo.

No último quarto, JT Barrett tomou liderança e acertou todos seus passes, marcando três touchdowns. A linha defensiva também foi extraordinária, conseguindo 3-and-outs essenciais para tirar a bola de Trace McSorley e devolver a bola para seu ataque. Com pouco mais de cinco minutos no jogo, os Lions lideravam 38 a 27 quando Barrett retomou o ataque e levou a equipe até lançar um passe para touchdown de 10 jardas para Johnnie Dixon. A defesa fez o que devia e devolveu a bola para Barrett com 3:20, perdendo por cinco pontos. Mais uma vez, o quarterback foi perfeito chegando até a linha de 16 jardas, quando conectou com o tight end Marcus Baugh para seis pontos e a primeira liderança do jogo. Eles falharam na tentativa de dois pontos e deixaram nas mãos da defesa conter McSorley, o que eles fizeram brilhantemente. Barrett ajoelhou um minuto depois e garantiu a vitória para Ohio State e o melhor comeback que já aconteceu no The Shoe.

Falhas de times especiais, false starts, fumbles, e duas tentativas de conversão de dois pontos deixaram o jogo mais difícil do que realmente foi. Ohio State dominou os oponentes mesmo Penn State liderando o jogo inteiro. A diferença de território conquistado é incrível: Ohio State terminou com 529 jardas, e Penn State com 283. Saquon Barkley, um dos melhores jogadores da temporada, foi parado para 44 jardas em 21 tentativas, que inclui a corrida de 36 jardas na primeira metade de jogo. Os Buckeyes se mostraram prontos para um vaga no Playoff e também aparentam estar prontos para vencer a conferência pela primeira vez desde 2014.

Barrett fez um jogo que o colocou diretamente na corrida para o Heisman, mas precisa continuar jogando assim contra Michigan State e Michigan em novembro para conseguir o convite para Nova York em dezembro. Os Buckeyes agora são os únicos invictos dentro da própria divisão, com Michigan State e Penn State logo atrás com apenas uma derrota. E são a melhor chance da Big Ten em conseguir uma vaga para o College Football Playoff. Já Penn State agora precisa torcer para que os Buckeyes sofram alguma derrota dentro da Big Ten para manter a esperança do título viva.

Wildcats vencem Michigan State no terceiro tempo adicional

Os Spartans tinham tudo certo para brigar com Penn State e Ohio State (seus rivais nas próximas duas semanas) pela ponta da divisão, mas foram derrotados por Northwestern com uma interceptação no terceiro tempo adicional.

Brian Lewerke jogou muito bem, com 445 jardas, quatro touchdowns e uma interceptação, mas o jogo terrestre de Michigan State foi travado. Seus principais corredores, Lewerke, LJ Scott e Madre London somaram apenas 54 jardas. Os recebedores, entretanto, foram essenciais para o ataque. Felton Davis III e Cody White somaram para 260 jardas e quatro touchdowns. O ataque, inclusive conseguiu mais território e ficou com a bola por mais tempo, mas não foi o suficiente.

Os Wildcats venceram seu terceiro jogo seguido. Jogando em casa, Clayton Thorson fez um de seus melhores jogos, acertando 64% dos passes com 356 jardas e dois touchdowns. Justin Jackson, o corredor principal, terminou com 92 jardas totais, mas ainda lançou um passe para touchdown em sua primeira tentativa na carreira. As equipes terminaram o tempo regular empatadas com 17 pontos depois de Lewerke conectar com Davis III na endzone com 30 segundos para o fim do jogo. Elas trocaram touchdowns e pontos extras nos dois primeiros tempos adicionais. No terceiro, já com vontade de acabar o jogo, Northwestern ficou no ataque primeiro e depois do touchdown de Flynn Nagel, Pat Fitzgerald foi para a conversão de dois pontos, que foi bem executada e forçava o mesmo dos Spartans. Porém Lewerke não teve a chance nem de tentar a conversão, já que Nate Hall interceptou seu passe, terminando o jogo com a vitória para os Wildcats.

Agora Michigan State precisa vencer os Lions e os Buckeyes para continuarem ranqueados e ainda lutarem pelo título da divisão leste da conferência. Já Northwestern mostrou que começou a temporada devagar, mas que tem uma equipe que pode ter um desempenho melhor no final da temporada, ainda com jogos relativamente fáceis contra Purdue e Illinois restando no calendário. Eles precisam de apenas mais uma vitória para um Bowl Game.

Nebraska vence Purdue nos segundos finais

Em mais um jogo emocionante com uma ótima virada, Nebraska que chegou a ficar atrás por 12 pontos no último quarto, venceu os Boilers com uma hail mary com 14 segundos para o apito final.

Nebraska liderou o jogo somente no primeiro quarto, com um field goal. Mas Purdue respondeu com força no segundo com dois touchdowns e permitindo apenas mais três pontos. No início do último quarto, David Blough marcou seu segundo touchdown do jogo e colocou Purdue na frente 24 a 12. Porém, Tanner Lee finalmente acordou pro jogo e marcou o primeiro touchdown de Nebraska no jogo com 11 minutos para o final, com um passe de 27 jardas para Tyler Hoppes. As equipes trocam punts até Tanner Lee, com 14 segundos no relógio, encontrar Stanley Morgan Jr. Na endzone para colocar os Huskers um ponto na frente. A tentativa de dois pontos não funcionou, mas com apenas cinco segundos faltando, David Blough não teve tempo o suficiente para avançar e a vitória fica com Nebraska.

Lee foi bem no jogo. Apesar de Nebraska não conseguir corresponder com pontos, ele conquistou 431 jardas com dois touchdowns. Nebraska recuperou um pouco da confiança depois de duas derrotas seguidas para Wisconsin e Ohio State, porém ainda tem quatro bons jogos no calendário que podem ser difíceis para levar duas vitórias e conseguir a vaga ao Bowl.

Jogador da semana: J.T. Barrett, QB, Ohio State

O senior foi essencial para a virada dos Buckeyes sobre Penn State. Ele acertou seus últimos 16 passes do jogo, terminando o jogo com 84,6% de passes certos para 328 jardas e quatro touchdowns – sendo três no último quarto. Além disso foi o melhor corredor da equipe, com 95 jardas em 11 tentativas. Barrett está em sua melhor forma física e fazendo um forte caso ao Heisman Trophy a cada jogo, contrariando os críticos que pediam por sua saída depois da derrota pra Oklahoma no início da temporada.

Confira o passe de Barrett para Marcus Baugh, que garantiu a vitória de Ohio State:

Jogadas da semana

Passe de Tanner Lee para Stanley Morgan nos segundos finais contra Purdue para Nebraska virar o placar e vencer o jogo.

Janarion Grant corre 65 jardas e passa por quatro defensores de Michigan para marcar o primeiro touchdown de Rutgers.

Todos adoramos um “fat guy touchdown”, não é mesmo? O LT de Wisconsin, Michael Deiter, marcou o dele com uma trick play no confronto contra Illinois.

Jogada sensacional semanal obrigatória de Saquon Barkley

Primeiro lance do jogo e Barkley já consegue retornar o chute inical para o touchdown de 97 jardas.

Resultados dos times da Big Ten na Semana 9

Michigan Wolverines 35-14 Rutgers Scarlet Knights
Illinois Fighting Illini 10-24 #5 Wisconsin Badgers
Northwestern Wildcats 39-31 #16 Michigan State Spartans
Maryland Terrapins 42-39 Indiana Hoosiers
#6 Ohio State Buckeyes 39-38 #2 Penn State Nittany Lions
Iowa Hawkeyes 17-10 Minnesota Golden Gophers
Purdue Boilermakers 24-25 Nebraska Cornhuskers

Jogos dos times da Big Ten na Semana 10

Sábado, 04 de novembro

14h: Indiana Hoosiers vs. #4 Wisconsin Badgers
14h: #24 Michigan State Spartans vs. #7 Penn State Nittany Lions
14h: Purdue Boilermakers vs. Illinois Fighting Illini
17h30: Rutgers Scarlet Knights vs. Maryland Terrapins
17h30: Iowa Hawkeyes vs. #3 Ohio State Buckeyes
17h30: Nebraska Cornhuskers vs. Northwestern Wildcats
21h30: Michigan Wolverines vs. Minnesota Golden Gophers

Imagem: Jack Westerheide 

Attachment

thais-chuva

Formada em Odontologia pela UFF, assiste mais a ESPN do que passa horas no consultório. Ela se apaixonou por Ohio State em 2002 quando os assistiu uma vitória ao vivo dos Buckeyes dentro do The Shoe e começou a acompanhar o College mais de perto em 2011. Também acompanha a Bundesliga, NBA e MLB. Outros times que disputam sua atenção são os New York Yankees e Bayern de Munique.