O melhor e o pior da semana 7: Big Ten

O melhor e o pior da semana 7: Big Ten

A sétima semana da temporada não trouxe nenhum resultado inesperado, mas quebrou uma sequência de derrotas importante. Com a vitória de Rutgers sobre Illinois, os Scarlet Knights venceram pela primeira vez em 16 confrontos dentro da Big Ten, marcando a primeira vitória do head coach Chris Ash na conferência. Porém Rutgers ainda tem um longo caminho pela frente, afinal eles só contam com duas vitórias até agora.

Indiana, Minnesota e Illinois continuam sem vitórias dentro da conferência. Illinois não é surpresa, mas Indiana e Minnesota não estavam esperando um início de temporada tão negativo.

Minnesota troca de quarterback e ainda não passa pelos Spartans

Os Gophers marcaram três touchdowns no último quarto mas não foi o suficiente para virar o placar sobre Michigan State que venceu por 30 a 27. Conor Rhoda começou como titular, mas foi substituído na metade do segundo quarto pelo junior Demry Croft, que havia jogado apenas na primeira semana contra Buffalo e serviu três semanas de suspensão. Croft acertou 11 de 20 passes, com 163 jardas, três touchdowns e uma interceptação. Depois da ineficiência e dos erros de Rhoda, uma troca de quarterback é bem vinda, principalmente de Croft se manter criativo e atlético como foi no último quarto deste confronto. Porém a defesa dos Gophers não foi boa o suficiente para parar os Spartans, que vieram com muita confiança depois da vitória sobre Michigan na semana anterior. LJ Scott, voltando de lesão, conseguiu 194 jardas terrestres em 25 corridas com dois touchdowns. Brian Lewerke não precisou correr muito nesse jogo, à diferença dos jogos anteriores, e no ar ele completou apenas 50% dos passes com 120 jardas e uma interceptação. O que o ataque fez brilhantemente foi manter a bola longe dos Gophers. No terceiro quarto eles ficaram com a bola por 13:28 minutos. Minnesota ainda irá enfrentar boas defesa até o final do ano, incluindo Iowa e Michigan, e ainda corre o risco de ficar de fora da bowl season se este ataque não melhorar rapidamente.

Ohio State domina Nebraska

A vitória dos Buckeyes sobre Nebraska era esperada, e eles eram favoritos por 24 pontos. O que não era esperado, entretanto, foi a dominância do time de Urban Meyer, e a eficiência do ataque. JT Barrett teve um dos melhores jogos de sua carreira com 81,8% dos passes completos para 325 jardas, cinco touchdowns e nenhuma interceptação. O quarterback se recuperou bem desde a derrota para Oklahoma na segunda semana da temporada. Está notável agora a influência de Kevin Wilson neste ataque, mesmo que Barrett ainda não arrisque muitos passes para mais de 30 jardas. No chão, JK Dobbins e Mike Weber somaram para 188 jardas com um touchdown, com Barrett anotando mais dois touchdowns terrestres. A defesa parou os Huskers para 393 jardas, mais do que o normal, porém permitiram apenas 44 jardas terrestres. Os Buckeyes agora contam com uma semana de folga para receber Penn State em casa e provar se realmente estão competindo por uma vaga no playoff ou não.

Michigan vence Indiana no tempo adicional

Ainda sem o retorno de Wilton Speight para comandar o ataque, Michigan continua sem um ataque aéreo de ameaça real. John O’Korn acertou 50% dos passes para 58 jardas sem nenhum touchdown, pelo menos ele não foi interceptado três vezes como na derrota para Michigan State. O ataque teve que contar com o talento dos corredores. O junior Karan Higdon foi o salvador dos Wolverines, com 200 jardas e três touchdowns, o único a marcar algum touchdown para Michigan. O melhor jogo de Higdon até então havia sido o confronto contra Rutgers na temporada passada quando ele somou 108 jardas com dois touchdowns, e nunca foi o principal corredor de Jim Harbaugh. Porém no sábado ele foi a peça-chave. Somando os outros 5 jogadores que tentaram corridas, eles ficam com 71 jardas no total. A defesa segurou os Hoosiers até a metade do último quarto, quando lideravam 20 a 10. Então Whop Philyor recebeu um passe de Peyton Ramsey para o touchdown com 3:27 faltando no jogo. Os Hoosiers seguraram o ataque dos Wolverines e conseguiram a bola de volta com 1 minuto no relógio para então marcar um field goal de 46 jardas para empatar o jogo e ir ao tempo extra. Mas foi aí que as defesas se mostraram. Higdon conseguiu uma corrida de 25 jardas logo na primeira jogada, completamente desviando a defesa de Indiana. E na vez dos Hoosiers, a defesa de Michigan se fechou e interceptou Ramsey na última jogada, selando a vitória por 27 a 20. Indiana continua sem nenhuma vitória dentro da conferência e enfrentarão Michigan State fora de casa esta semana. Já Michigan viaja para enfrentar Penn State no que promete ser um dos melhores jogos da temporada, principalmente se o ataque de Michigan voltar a ser eficaz.

Jogador da semana: Karan Higdon, RB, Michigan

Higdon correu 200 jardas em 25 tentativas, com três touchdowns na vitória sobre Indiana. Ele é o primeiro Wolverine a conseguir 200 jardas terrestres desde Denard Robinson em 2012.

Jogadas da semana

Purdue bloqueia o punt de Wisconsin e retorna para dentro da redzone.

Jeff George encontra Ricky Smalling na endzone para o touchdown de Illinois.

LJ Scott corre 24 jardas e atropela alguns Gophers no caminho para o touchdown.

Resultados dos times da Big Ten na Semana 7

Indiana Hoosiers 20-27 #17 Michigan Wolverines
Illinois Fighting Illini 24-35 Rutgers Scarlet Knights
Maryland Terrapins 21-37 Northwestern Wildcats
#7 Wisconsin Badgers 17-9 Purdue Boilermakers
Nebraska Cornhuskers 14-56 #9 Ohio State Buckeyes
Minnesota Golden Gophers 27-30 #21 Michigan State Spartans

Jogos dos times da Big Ten na Semana 8

Sábado, 21 de outubro

14h: Rutgers Scarlet Knights vs. Purdue Boilermakers
14h: Northwestern Wildcats vs. Iowa Hawkeyes
14h: #5 Wisconsin Badgers vs. Maryland Terrapins
17h30: #18 Michigan State vs. Indiana Hoosiers
17h30: Minnesota Golden Gophers vs. Illinois Fighting Illini
21h30: #2 Penn State Nittany Lions vs. #19 Michigan State Wolverines

Imagem: ASSOCIATED PRESS

Attachment

thais-chuva

Formada em Odontologia pela UFF, assiste mais a ESPN do que passa horas no consultório. Ela se apaixonou por Ohio State em 2002 quando os assistiu uma vitória ao vivo dos Buckeyes dentro do The Shoe e começou a acompanhar o College mais de perto em 2011. Também acompanha a Bundesliga, NBA e MLB. Outros times que disputam sua atenção são os New York Yankees e Bayern de Munique.