Willie Taggart deixa Oregon e é o novo técnico de Florida State

Willie Taggart deixa Oregon e é o novo técnico de Florida State

Florida State não perdeu tempo e já nesta terça (5) acertou contrato com Willie Taggart, que comandava Oregon. Dirigentes de FSU se reuniram com o treinador nesta segunda (4) e acertaram os termos do contrato: segundo Pete Thamel, do Yahoo Sports, Taggart receberá 30 milhões de dólares em seis anos de contrato.

Taggart retorna à Flórida apenas um ano depois de sua saída. Ele foi treinador de South Florida entre 2013 e 2016, transformando a equipe de uma campanha 2-10 para 10-3 em 2016, na temporada que foi a primeira com pelo menos 10 vitórias da história dos Bulls. Seu desempenho chamou a atenção de Oregon, que o contratou no final do ano passado. Em seu único ano nos Ducks, teve campanha 7-5 – que poderia ter sido melhor se o quarterback titular Justin Herbert não tivesse perdido 5 jogos na temporada por lesão.

Confira como está o carrossel de técnicos no College Football em 2017

Aliás, Willie Taggart é natural da Flórida – mais especificamente da cidade de Bradenton. Ele ficou conhecido por implementar nos seus ataques a Gulf Coast Offense, variante ofensiva do ataque em spread, ambos conhecidos por terem seus jogadores espalhados pela faixa lateral, dificultando a marcação adversária.

E ele irá substituir ninguém menos que Jimbo Fisher, o sucessor de Bobby Bowden nos Noles. Fisher aceitou na última sexta (1) uma proposta de 75 milhões de dólares por 10 anos em Texas A&M, com valor totalmente garantido. Taggart será apenas o 12º treinador da história de FSU e o terceiro em 41 anos.

Em 2017, os Seminoles fizeram a sua pior campanha em temporada regular desde 2009, quando Bowden estava em seu último ano em Tallahassee. Ranqueada em #3 no Top 25 de pré-temporada, o time acabou sendo seriamente afetado pela perda do quarterback Deondre Francois por lesão para a toda a temporada e pelo cancelamento de jogos nas semanas subsequentes à derrota contra Alabama devido aos estragos causados pelo Furacão Irma, o que afetou o desempenho de FSU no decorrer de 2017. A equipe só conquistou a elegibilidade para a Bowl Season depois de vencer os três jogos finais da temporada – Delaware State (FCS), Florida e Louisiana-Monroe (jogo remarcado) – e fechar o ano com campanha 6-6. Florida State joga o Independence Bowl contra Southern Miss no dia 27 de dezembro com o interino Odell Haggins no comando.

Foto: Scott Olmos/USA Today Sports

Attachment

felipem

Estudante de jornalismo da Universidade Federal de Santa Maria e criador do College Football Brasil. Imparcialidade não existe, College Football é melhor que NFL e apaixonado por esportes. Torcedor da Universidade de Tennessee.