Florida State reagenda confronto e volta a sonhar com Bowl Season

Florida State reagenda confronto e volta a sonhar com Bowl Season

A sequência de 35 anos consecutivos indo na Bowl Season e de 40 anos com recorde positivo ainda não acabou. Florida State reagendou seu confronto contra Louisiana-Monroe para o próximo dia 2 de dezembro, justamente no final de semana das finais de conferência. Com isso, os Seminoles voltam a ter 12 partidas na temporada regular e, com campanha 3-6, ainda podem chegar às 6 vitórias exigidas pela NCAA para garantir a elegibilidade.

O anúncio oficial do reagendamento ocorreu nesta última terça (7), três dias depois da vitória de FSU sobre Syracuse. A partida entre as equipes estava prevista para a semana 2 da temporada regular, mas teve que ser adiada devido ao Furacão Irma. Como não havia outras datas livres para as equipes remarcarem o jogo, o confronto acabou sendo cancelado. Os impactos do Irma também fizeram com que o clássico entre os Noles e Miami (FL) fosse adiado para a semana 6, o que fez com que os comandados de Jimbo Fisher ficassem 21 dias sem nenhum jogo para disputar – da derrota para Alabama na semana 1 até a derrota para NC State na semana 4.

Porém, a possibilidade do jogo acontecer reabriu após Florida State não ter mais condições de vencer a sua divisão e pelo fato de ULM não ter nenhum jogo marcado para a semana 14. A Sun Belt é a única conferência da FBS neste ano a não ter final de conferência, e com isso os jogos de temporada regular se estendem até esta semana.

Louisiana-Monroe tem campanha 4-5, mas o calendário restante só lhe reserva pedreiras: o time visita Auburn neste sábado e joga contra Arkansas State, uma das líderes da conferência, na semana 13. Embora esteja com campanha melhor que os Noles, as chances de jogar um Bowl passam pela duríssima missão de vencer dois desses três jogos.

Com campanha 3-6, FSU precisa vencer todos os três jogos que lhe restam para ir para a Bowl Season. Além de Louisiana-Monroe, o time recebe Delaware State (FCS) neste sábado e visita uma Florida em séria crise na Rivalry Week. A última vez que o time não foi à Bowl Season foi em 1981. Desde lá, são 35 idas consecutivas a um jogo de pós-temporada, a maior sequência da história do College Football. E a última campanha com recorde negativo, que pode acontecer mesmo com ida a um Bowl, ocorreu em 1976, no primeiro ano de Bobby Bowden como técnico do programa.

Foto: Jamie Rhodes/USA Today Sports

Attachment

felipem

Estudante de jornalismo da Universidade Federal de Santa Maria e criador do College Football Brasil. Imparcialidade não existe, College Football é melhor que NFL e apaixonado por esportes. Torcedor da Universidade de Tennessee.