[PREVIEW] Dia 8 da Bowl Season

[PREVIEW] Dia 8 da Bowl Season

O dia 8 da Bowl Season marca a segunda semana da pós-temporada do College Football. E esta também marca algumas mudanças: em vez de um jogo por dia, passamos a ter no mínimo três, e durante o dia todo. Saem a grande maioria dos times do Group of Five e entram os do Power Five, que até agora ainda não entraram em campo. A partir das 14 horas (Horário de Brasília), a sua segunda-feira estará recheada de jogos para acompanhar.

St. Petesburg Bowl
Miami (OH) Redhawks (6-6) vs. Mississippi State Bulldogs (5-7)

Por Henrique Ferreira

Horário: 14 horas de Brasília
Local: Tropicana Field, St. Petersburg, Florida
Cotação: Mississippi State é favorita por 13 pontos
Transmissão: Watch ESPN

A partida marca o encontro de uma equipe da MAC (Miami (OH)) que vai para o seu primeiro bowl desde 2010, contra uma equipe da SEC (Mississippi State) que participa da bowl season pelo sétimo ano consecutivo. Entretanto, a expectativa não é de um massacre de Mississippi State. Ambos os times tiveram temporadas complicadas e buscam fechar um ano, que parecia catastrófico, com a conquista do St. Petesburg Bowl.

Os Redhawks começaram a temporada com seis derrotas seguidas e um cenário que parecia impossível de ser salvo. Contudo, a volta do quarterback titular, Gus Ragland, que estava machucado, mudou os rumos da temporada. Miami (OH) venceu suas últimas seis partidas e conseguiu a elegibilidade para disputar um bowl – foi a primeira equipe da história do College Football a conseguir tal feito. Ragland foi fantástico: ganhou todas as seis partidas que disputou e acumulou 1274 jardas, 15 touchdowns e nenhuma interceptação. Além disso, a defesa se mostrou sólida, principalmente contra o ataque terrestre, e venceu a batalha dos turnovers, acumulando 12 roubos de posse durante a sequência de vitórias.

Mississippi State foi convidada para jogar a partida pelo seu alto coeficiente de rendimento acadêmico (APR), visto que a equipe não conseguiu as 6 vitórias necessárias para ficar elegível. Isso já diz muito sobre a temporada dos Bulldogs que, depois de perder seu quarterback titular, Dak Prescott, para a NFL, não conseguiu se acertar e quase ficou de fora da bowl season, fato que não acontecia desde 2010. O jogador de ataque mais perigoso dos Bulldogs é o quarterback sophomore Nick Fitzgerald, que tem bons números correndo e passando a bola. Em números totais, ele ultrapassa a marca de 3500 jardas, 21 touchdowns pelo ar e 14 pelo chão. Defensivamente, o trabalho não tem sido satisfatório: em cinco dos últimos seis jogos a defesa cedeu mais de 500 jardas totais para seus adversários. Se quiser vencer, os Bulldogs terão que jogar melhor defensivamente e limitar Gus Ragland e seu ataque.

Palpites

Miami (OH): 
Mississippi State: Henrique, Thaís, Guilherme, Pedro Ivo, Felipe

Quick Lane Bowl
Maryland Terrapins (6-6) vs. Boston College Eagles (6-6)

Por Thaís Chuva

Horário: 17h30
Local: Ford Field, Detroit, Michigan
Cotação: Maryland é favorita por 1 ponto
Transmissão: ESPN

O Quick Lane Bowl traz uma antiga rivalidade da ACC, os Terrapins contra os Eagles. As duas equipes chegam com recorde equilibrado de 6-6 e esperam terminar a temporada com uma vitória. Não será um ótimo jogo, mas se você curte um jogo corrido sendo parado por uma ótima defesa, então sente e assista. Ambos têm um péssimo ataque, com os Eagles vencendo a briga pelo título de pior do jogo, já que são o segundo pior ataque da temporada. Seu quarterback, Patrick Towles, completou apenas 51% dos passes na temporada, com 10 touchdowns e 6 interceptaçõs. O ataque de Maryland não é muito melhor, mas Perry Hills completou 66% dos passes, com 10 touchdowns e 3 interceptações, mas ele também sabe correr e já marcou 4 pontuações no chão. Ele sofreu com lesões durante a temporada e ficou de fora por alguns jogos, mas se estiver saudável, ele tem talento o suficiente para fazer a diferença para os Terps e vencer o jogo. Enquanto o ataque dos Eagles é péssimo, a defesa salva o time. São a 5ª melhor defesa total da FBS, com um ótima combate contra a corrida e uma forte linha defensiva. Porém, eles enfrentarão o 40º melhor ataque do país, e se Maryland conseguir atacar pelo jogo aéreo, será difícil Boston College conseguir a vitória. Aposto em um jogo terrestre de ambos os times e baixa pontuação, mas no final Maryland deve sair com a vitória por ter um time equilibrado nos dois lados da bola.

Palpites

Maryland: Henrique, Thaís, Felipe
Boston College: Guilherme, Pedro Ivo

Camping World Independence Bowl
NC State Wolfpack (6-6) vs. Vanderbilt Commodores (6-6)

Por Guilherme Dalla Vecchia

Horário: 20 horas
Local: Independence Stadium, Shreveport, Louisiana
Cotação: NC State é favorita por 5,5 pontos
Transmissão: ESPN+

Partida muito interessante entre dois times que contam com defesas muito sólidas e times inspirados para mostrar seu melhor na Bowl Season. Tanto NC State quanto Vanderbilt garantiram suas vagas para a pós-temporada apenas na última rodada contra seus respectivos rivais de estado: enquanto o Wolfpack derrotou North Carolina fora de casa por 28-21, os Commodores despacharam Tennessee por 45-34.

O ataque terrestre de Vanderbilt, que é a base ofensiva do time – principalmente com seu ótimo running back Ralph Webb -, terá um trabalho duríssimo contra o ótimo front seven de NC State, que permitiu uma média de apernas 105 jardas terrestres aos seus adversários ao longo de toda a temporada (quinta melhor marca da FBS). No entanto, Webb também conta com a ajuda de uma grande e muito física linha ofensiva, que ajudou seu running back a alcançar a marca de 1172 jardas e 12 touchdowns em todo o ano. Ainda assim, o ataque de Vanderbilt ainda terá a ajuda de seu outro running back Khari Blasingame, que também foi bem na temporada com 9 touchdowns marcados. Pelo ar, o quarterback Kyle Shurmur terá que aparecer muito bem e ser bastante cauteloso para não entregar a bola ao adversário e complicar a vida de sua defesa, podendo ser o fator decisivo do jogo. Shurmur teve uma temporada bem regular, com 9 touchdowns e 7 interceptações.

Já pelo lado do Wolfpack, a dupla formada pelo quarterback Ryan Finley e o wide receiver Stephen Louis deve aparecer muito bem mais uma vez, assim como em toda a temporada. Finley teve muitos altos e baixos durante todo o ano, lançando para 15 touchdowns e 8 interceptações. O curioso aqui é que NC State está 6-1 quando Finley não lança nenhuma interceptação na partida e 0-5 em jogos que seu quarterback comete turnovers. Outro grande destaque é o running back Matthew Dayes, que conquistou 1119 jardas e anotou 10 touchdowns em todo o ano (números muito parecidos com os de Webb).

Palpites

NC State: Henrique, Thaís, Guilherme, Pedro Ivo
Vanderbilt: Felipe

Foto: Frederick Breedon

Attachment